Cultura Otaku

“Se você não observa pessoas reais, você não pode fazer coisas assim, pois você nunca as viu. Algumas pessoas passam suas vidas interessadas apenas em si mesmas. Quase toda a animação japonesa é produzida sem nenhuma base da observação de pessoas de verdade. É produzida por humanos que não suportam olhar para outros humanos. E é por isso que a indústria está cheia de otakus”. (Hayao Miyazaki)

Ao falar isso Miyazaki descreveu sobre o desprazer na atual habilidade de produções japonesas, talvez hoje falte um olhar diferenciado para as criações de animações, mangás e animes e o que não podemos dispensar é que os mangás inspiram muitas histórias por ai, mangás que viram animes, live-action, doramas ( aquelas lindas e fofas novelinhas japonesas, coreanas, chinesas e por ai vai…). Mas como tudo tem começo a maioria das grandes e famosas histórias da atualidade japonesa tem seu inicio nos grandes mangás que fizeram e fazem história nesse delicioso mundo asiático, alguns exemplos são Bersek, Nana Yori dango, vagabond, Nana, Yu Yu Hakusho, Death Note entre tantos outros.  Com histórias recheadas de cultura japonesa, como hábitos de alimentação, vestimenta, religião, relacionamentos, família e âmbito escola é o tipo de leitura que aquece a alma e traz conhecimento para aqueles que apreciam a cultura, além de fazer ponte para um mundo de fantasia é também um meio de aprendizagem. Quando esses mangás se tornam animes eles ganham vida, agora saindo de nossa imaginação para atuação dos personagens com as vozes dos dubladores e lindas trilhas sonoras que fazem toda a diferença.

Existe um publico apaixonado por esse mundo e a esses dão o nome de otakus (pessoas de qualquer idade, sexo ou classe social que são fãs de mangá, anime e dorama). Alguns são tão apaixonados por esse tipo de desenho que aprendem a língua japonesa para poder acompanhar as histórias de maneira melhor. No Brasil, o mangá deu origem a uma nova corrente nas HQs e hoje existe milhares de fãs no mundo, inclusive no Brasil a porcentagem mais a cada dia, a cultura segue encantando cada vez mais pessoas. Os leitores fies são tão apaixonados pelas histórias que passam a desenhar Mangás, fazem cosplayers (arte de se vestir a caráter”, “disfarce” ou “fantasia dos seus personagens prediletos).

Algumas das principais características especificas do Mangá são os traços utilizados para os personagens que apresentam olhos grandes, rostos arredondados, os cabelos são geralmente coloridos e com cortes nada diferenciados e nada padrão, com roupas bem elaboradas, cores vibrantes e muito bem usadas, onde se pode brincar com moda. Outra particularidade do mangáé a ordem de leitura inversa à usada no ocidente, ou seja, da direita para a esquerda.

Os estilos de leituras se dão:

Shounen: histórias para meninos com muita ação, aventura e amizades.

Shoujo: histórias para meninas com muita emoção e sentimentalismo.

Gekigá: histórias para adultos mais sensuais e sedutoras sem personagens tão caricatos como os demais estilos.

Kisu!